MARIPOSAS AZUIS

mariposa

não sei por que te escolhi e não a um astronauta ou marinheiro. um daqueles marinheiros que estampam os pôsteres em pequenos sebos da xv. talvez seja o meteoro que vi sair da tua cabeça. algo brilhava muito. parecia uma bobina de tesla ou uma aurora sobrenatubureal. talvez o almoço tenha sido exagerado ou eram meus olhos dançando em transe. em dias de gravidez os relógios aumentam as horas e isso me confunde. você tem animais que me encantam. teu sorriso como letreiros digitais mergulham na minha cítrica saliva. talvez seja a água salgada ou esses peixes unicornianos que se afogam numa única gota d’água ou na metade de uma gota d’água vazia. o que gosto em teus animais é que eles costuram seus próprios casacos. talvez seja a tua timidez ou essa falsa ignorância quanto a assuntos cosmo-físicos e matemáticos ou sejam os sete corações que carrega no peito. talvez porque você prestou atenção quanto te ensinei sobre as fatias do tempo e as direções do passado. as mariposas azuis continuam aqui quando você vai embora. talvez eu escolha um marinheiro. talvez eu escolha um astronauta. talvez eu escolha teu animal de estimação. talvez não seja difícil aprender conceitos aprofundados de cosmofísica. talvez eu saiba porque te escolhi. talvez você apenas me ame. talvez eu apenas te queira. talvez as mariposas dancem pra nós hoje à noite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s