homens
são como farpas atravessadas pelo desejo
húmus decomposto pela carne do destino
são cavalos cegos galopando pelas beiras
relâmpagos lufados pela existência
homens não são mais que instantes
roendo o futuro que não lhes pertence
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s